serviços dos correios serviços dos correios

Atrasos e suspensão de serviços dos Correios: como reduzir os impactos para sua empresa

5 minutos para ler

Se a sua empresa depende de postagens de encomendas ou movimentação de mercadorias ou malotes e conta com os serviços dos Correios, algumas circunstâncias podem impactar negativamente os negócios.

Visto que afetam os prazos de entrega e a execução normal dos serviços, greves, paralisações, suspensões e reduções de equipe podem provocar efeitos severos para as suas operações. Por isso, é fundamental desenhar estratégias para contornar a situação e minimizar as consequências para a empresa.

Mudanças nos serviços dos Correios em função da pandemia

Em meio à pandemia de Covid-19 decretada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), muitas empresas e serviços, tanto públicos quanto privados, foram afetados. Diante da necessidade de distanciamento social e da ameaça da doença, os Correios anunciaram a adoção de medidas preventivas e mudanças no seu funcionamento.

Na tentativa de diminuir os riscos para os funcionários, as rotinas operacionais e de atendimento estão funcionando com contingente reduzido em quase todo o país. É evidente que isso acaba por repercutir nos serviços dos Correios.

Atrasos e alterações no prazo de entrega de encomendas, suspensão de envios de várias modalidades de SEDEX e da logística reversa domiciliária, indisponibilidade de agências são algumas das situações que vêm sendo enfrentadas nesse momento crítico.

Como reduzir impacto negativo para a sua empresa

Essas mudanças afetam não apenas os consumidores que esperam os seus produtos em casa, mas, principalmente, as empresas que utilizam os serviços dos Correios como parte da sua operação – seja para entrega de encomendas quanto para envio de documentos e outros.

Há, no entanto, formas de evitar maiores consequências para os negócios adotando medidas estratégicas com o objetivo de minimizar as perdas. Listamos algumas dicas que podem ajudar empreendedores e gestores a lidar com a situação e reduzir os seus impactos. Confira!

Busque fornecedores alternativos

Circunstâncias como as atuais ou as de greve devem servir de alerta para as empresas: contar apenas com um tipo de fornecedor pode custar caro. Os serviços dos Correios não são os únicos no setor, muito pelo contrário.

Portanto, é essencial ter parceiros alternativos que possam atender as suas necessidades, provavelmente até melhor. Existe, hoje, um amplo leque de soluções muito mais flexíveis do que os serviços dos Correios. A IS Entrega, por exemplo, trabalha com envio de malotes de documentos e pequenos volumes e é uma dessas opções.

Ajuste prazos internos e externos

Em um quadro crítico, muitas vezes não há como fugir da adaptação. Isso não significa, porém, simplesmente aceitar a realidade e os prejuízos que ela pode trazer. Uma boa gestão deve focar em lidar com ela de forma inteligente.

Não será benéfico para os negócios manter prazos impossíveis de se cumprir, por isso, o ajuste é fundamental. O raciocínio aqui deve ser: as entregas tinham um prazo baseado em uma estrutura logística “x”, uma vez alterada essa operação, será inevitável ajustar os prazos de acordo com o novo contexto.

Seja transparente com os clientes

Seguindo a mesma lógica, também vale adaptar o seu discurso. Primeiramente, é claro que os clientes precisam estar informados sobre qualquer mudança na entrega assim que ela ocorrer. Sobretudo em relação a reprogramações devido às alterações nos serviços dos Correios, que são amplamente noticiadas.

Não é nada aconselhável tentar mascarar o atraso e negar o contratempo. Logo, é importante ser transparente sempre. Aliás, nesse momento delicado, a compreensão dos clientes com certeza aumenta se você for franco e expuser a situação. Lembre-se de pedir desculpas pelo ocorrido e informar que fará o possível para garantir que a situação se resolva o mais rápido.

Reorganize os processos de entregas

Como já mencionamos, com os problemas nos serviços dos Correios e outros impactos que a pandemia está causando, a operação logística da sua empresa certamente já foi afetada, em maior ou menor grau. Portanto, é necessário olhar estrategicamente para isso e reorganizar tudo, inclusive os processos de entregas.

O objetivo deve ser conseguir se antecipar aos prazos e não pagar maiores preços pela urgência. Dessa forma, você já terá um gasto a menos daqueles que não haviam sido previstos no seu planejamento – lembrando que, em épocas de crise, qualquer redução deve ser considerada!

É fato que as mudanças nos serviços dos Correios estão afetando muitas organizações. Contudo, como você viu, há possibilidades de minimizar esses efeitos e tirar boas lições da situação – além de descobrir novos parceiros e novas estratégias de gestão.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

<!-- End Google Tag Manager (noscript) --