Como calcular o frete das transportadoras? Entenda neste post

6 minutos para ler

Na hora de calcular frete da transportadora, existe uma série de variáveis que devem ser consideradas. Como esse valor não diz respeito apenas ao transporte, mas envolve taxas e tributos, é muito importante conhecer todas essas questões.

Dominar o assunto contribui para a organização, que necessita enviar seus produtos possa vendê-los a um preço competitivo no mercado. Aliado ao fluxo logístico, é fundamental para que a empresa se mantenha sustentável em um cenário tão competitivo.

Se a sua rotina compreende o despacho de mercadorias, veio ao lugar certo. Continue a leitura e confira como é feito o cálculo de frete das transportadoras!

Por que entender o cálculo do frete da transportadora?

O transporte e a entrega de produtos pode ser considerado como uma das principais etapas de uma venda. Uma empresa pode passar por todas as fases de negociação com sucesso, mas se pecar na hora do envio, tende a colocar sua reputação abaixo e ter prejuízos financeiros devido à quantidade de taxas.

Esse cálculo também exerce influência direta na precificação dos produtos, o que contribui para a sustentabilidade e a competitividade do negócio no mercado. Determinar o valor do frete deve considerar algumas taxas fixas, além de uma gestão de logística adequada para que a entrega ocorra em tempo hábil.

Além dos valores fixos, que vamos conhecer adiante, existe uma série de fatores que devem ser computados na hora de calcular frete da transportadora.

Distância da entrega

A quilometragem influencia diretamente nesse cálculo, já que considera fatores como o desgaste de pneus e o consumo de combustível. Além disso, o Brasil conta com regiões que exigem acesso via avião ou barco.

Dimensões da carga

O cálculo do frete deve considerar altura, comprimento e largura da carga.

Peso da mercadoria

Transportadoras que têm como base o peso da mercadoria ou o espaço que ela pode ocupar devem considerar o peso bruto (produto e a embalagem) ou a relação entre o volume e o peso da carga, chamada de peso cubado.

Pedágios

O rateio do custo do pedágio para o transporte de cargas é estabelecido pela Lei 10.209, que proíbe que a taxa seja embutida no frete.

Quais os tipos de frete? 

Os fretes podem ser categorizados em três tipos:

  1. responsabilidade pelo frete;
  2. tipo de contratação;
  3. característica da carga.

Conheça cada um deles.

Responsabilidade pelo frete

A responsabilidade pelo frete diz respeito ao seu pagamento. Em síntese, trata-se de escolher se o transporte da mercadoria deve ser pago pelo remetente ou pelo consumidor.

  • CIF: quando o responsável pelo pagamento é o remetente;
  • FOB: frete cobrado do cliente.

Tipo de contratação

Relacionado à quantidade de etapas que a transportadora deve concluir até que a carga seja entregue. Veja:

  • normal: quando a carga é coletada e entregue ao destinatário sem nenhuma etapa extra;
  • subcontratação: quando a transportadora contratada conta com os serviços de um parceiro de entregas para oferecer um serviço mais eficiente;
  • redespacho: semelhante à subcontratação, mas aqui o cliente contrata as duas empresas;
  • redespacho imediato: modelo um pouco mais complexo, pois envolve a contratação de mais de duas empresas.

Característica da carga

A definição do frete pelos tipos de carga pode ser estabelecida nos seguintes formatos:

  • lotação: envio de grandes volumes, ocupando a capacidade total do veículo de transporte e que, geralmente, acontece nas contratações de caráter normal conforme apresentadas acima;
  • fracionada: quando um só transporte atende a vários clientes, já que a carga é formada por diversos volumes em mercadoria.

Quais as principais taxas e tributos envolvidos no frete?

Chegou a hora de conhecer as 9 principais taxas e tributos que devem ser consideradas na hora de calcular o frete. Elas podem estar relacionadas aos fatores que mencionamos neste conteúdo:

1. Taxa de restrição ao trânsito (TRT)

Cobrada quando o município restringe a circulação de veículos de carga em determinados dias e horários, para compensar o tempo em que o veículo ficará parado. O valor pode chegar até a 20% do total do frete.

2. Taxa de devolução

Como o nome sugere, cobrada quando a mercadoria não é entregue e volta ao remetente.

3. Taxa de dificuldade na entrada (TDE)

Cobrança aplicada em casos de entregas prejudicadas por longas filhas na hora de descarga ou para veículos que chegam fora do horário de atendimento.

4. Taxa de difícil acesso (TDA)

Cobrança realizada em locais com a acessibilidade prejudicada.

5. Gerenciamento de riscos (GRIS)

Com o objetivo de contratar instrumentos para combater possíveis ações criminosas, deve ser aplicada sobre o valor total da nota fiscal dos produtos.

6. Taxa de carga e descarga

Cobrança de valor livre, deve ser especificada no contrato.

7. Taxa de armazenamento

Quando o cliente não recebe a mercadoria e a transportadora precisa deixar o produto armazenado antes de finalizar a entrega.

8. Taxa de unitização das cargas

Cobrada quando o cliente solicita que suas cargas sejam enviadas como um só volume, como no caso dos paletes.

9. Taxa de agendamento

Quando o cliente solicita que sua mercadoria seja entregue em uma data e horário específicos.

Como descomplicar o frete da sua mercadoria?

Durante a leitura deste artigo, talvez você tenha concluído que o frete de uma determinada mercadoria pode sair muito mais caro do que o seu valor de compra e venda, o que não está errado. Felizmente, a tecnologia é uma grande aliada para evitar todos os contratempos apresentados acima ou simplificar as situações mais complicadas do cotidiano.

Empresas como a IS Entrega proporciona, por meio de soluções tecnológicas, suporte personalizado e adequado às especificidades do seu negócio. Dessa forma, taxas como a de armazenamento e agendamento podem ser eliminadas do cálculo.

Calcular frete da transportadora é, acima de tudo, contar com planejamento e organização. Com a ajuda de uma empresa especialista em processos de entrega de produtos, insumos e malotes, é o melhor caminho para evitar erros de cálculo, fretes com valores abusivos a ponto de perder vendas ou extravio de mercadorias.

transporte de malotes em todo brasil

A IS Entrega une uma equipe especializada a tecnologia de ponta para oferecer o melhor em entregas e coletas programadas por todo o Brasil. Entre em contato conosco e conheça mais dos nosso serviços.

Posts relacionados

Deixe uma resposta