O que esperar do futuro da logística? Elencamos 7 previsões

8 minutos para ler

No dia 06 de junho é comemorado, no Brasil, o Dia da Logística. Essa data ficou consagrada por uma operação militar ocorrida na França, que marcou o início do fim da Segunda Guerra Mundial e da queda da Alemanha nazista — a operação Overlord, também conhecida como Dia D.

No entanto, o seu conceito é muito mais antigo e igualmente importante hoje em dia para as organizações. Por essa razão, resolvemos elencar as principais tendências para o futuro da logística e como elas podem alavancar as cadeias de suprimentos no país e no mundo.

Ficou curioso? Então, continue conosco e confira cada uma das inovações!

1. Machine learning

Esse é um termo utilizado para se referir a um ramo da inteligência artificial que se dedica à análise de dados e à consequente identificação de padrões. A partir dessas referências, é possível prever falhas, cenários e táticas de diferenciação de mercado.

Com tudo isso, a empresa consegue tomar decisões mais inteligentes, pois utiliza os padrões já ocorridos para realizar uma projeção dos próximos eventos. No entanto, para que essa se torne uma realidade mais acessível para os próximos anos, é de suma importância que as empresas invistam na captação e tratamento de qualidade dos seus dados. Afinal, informações equivocadas geram análises equivocadas e a tecnologia acaba “aprendendo errado”.

Além disso, é preciso estar preparado para investir no treinamento de equipes preparadas para lidar diariamente com a obtenção de dados. São esses profissionais que poderão empregar o uso correto das informações para uma logística cada vez mais precisa e eficaz.

2. Automação

Em alguns casos, a tecnologia pode ser utilizada para substituir ou agilizar o trabalho operacional na logística. Isso garantirá uma maior eficiência nos processos, assim como a agilização das entregas. Qualquer trabalho que envolva pessoas, está sujeito à sua limitação de atividades por dia, afinal, um ser humano precisa estar envolvido para conseguir executar eficientemente uma função.

No caso daquelas atividades com comportamentos padronizados, é possível mecanizá-las e automatizá-las, redirecionando o trabalho humano para funções mais táticas ou estratégicas. Com as máquinas, é possível garantir um padrão de qualidade na execução e uma velocidade maior na sua realização.

No final das contas, são economizados recursos de tempo e dinheiro, além de evitar eventuais erros e garantir a constância na realização de determinado trabalho.

3. Entrega antecipada

Outra perspectiva para o futuro da logística é uma tecnologia patenteada pela Amazon, que permite realizar movimentações do produto antes mesmo que o consumidor final feche a compra. Isso é realizado por meio do mapeamento dos padrões de consumo e comportamento online daquele cliente, tudo feito pela utilização de algoritmos, que reconhece a tendência e sugere a melhor decisão.

Quanto mais forte for essa tendência, mais o produto avança pelos canais de distribuição, reduzindo o tempo de espera para o recebimento e, claro, aumentando consideravelmente o nível de satisfação dos clientes. No entanto, assim como outras soluções, essa só tende a funcionar se a qualidade das informações e dos dados coletados for realmente confiável.

Apesar de parecer uma realidade um pouco distante, é válido acompanhar essa tendência, que promete prever demandas e aumentar a efetividade das entregas.

4. Transporte autônomo

Hoje, já existem diversas opções de dispositivos ou máquinas autônomas que executam ações sem que necessariamente o usuário esteja operando. Entre as soluções utilizadas na logística estão os drones para entregas, robôs de separação de produtos e os veículos autônomos.

Esses dispositivos independentes prometem mudar o futuro da logística, já que reúnem várias tecnologias e permitem que a operação de veículos, por exemplo, seja feita à distância ou com programações predeterminadas. Isso é realizado a partir de um mapeamento do trajeto, que gera as informações necessárias para decidir pela melhor rota para as entregas.

Em um futuro próximo, essa solução vai garantir às empresas uma redução de custos com transporte, como contratação de motoristas e riscos de acidentes de trabalho. Além disso, ainda será possível contar com a maior eficiência nas entregas.

5. Soluções last mile

As soluções last mile também podem ser conhecidas como “última milha”. Trata-se de uma opção para a etapa final da entrega de produtos aos consumidores ou clientes, especialmente para os grandes centros com restrições na circulação de veículos. Essa é uma realidade em capitais como São Paulo, Porto Alegre, Campo Grande e Belo Horizonte.

Dessa forma, a last mile surge como um meio de driblar as restrições para que o produto chegue com agilidade ao destino. Para isso, são utilizadas diversas alternativas, como:

  • lockers — são uma espécie de armário que funciona como local de depósito de mercadorias, de forma totalmente segura, tanto para entregas quanto para logística reversa, e que facilita a destinação de encomendas para centros de mais fácil acesso;
  • cargo bikes — com um custo bem abaixo do esperado, as entregas por bicicleta são opções ágeis e bastante vantajosas para complementar as entregas por caminhão, que vão até certo ponto e destinam a encomenda por bikes, agilizando a last mile;
  • crowdshipping — um trunfo no que diz respeito à mobilidade urbana e à economia colaborativa, esse é um sistema que permite que as pessoas utilizem seus veículos para realizarem entregas na last mile aproveitando sua rota diária ou utilizando a tarefa como um “extra”.

Nenhuma dessas opções é configurada exatamente como uma novidade, pois, já existiam há algum tempo. No entanto, são uma tendência de reforço à logística no Brasil.

6. Logística reversa

Não se trata de uma inovação para o futuro da logística, mas, sim, de uma tendência que vem se enraizando ao longo do tempo. A logística reversa, além de ser uma lei do Código de Defesa do Consumidor em caso de arrependimento pela compra, é um dos canais que permitem estreitar e aprimorar o relacionamento das empresas com os seus clientes.

No entanto, a maior parte dos negócios ainda oferece opções nada atrativas para quem precisa devolver uma mercadoria, por qualquer motivo que seja. Dessa forma, nos próximos anos, existe uma inclinação ao aprimoramento da maneira como é feito o recolhimento de produtos, como os próprios lockers e outras soluções.

A comodidade e facilidade para acionar a logística reversa é uma estratégia importante que a empresa precisa estar pronta para utilizar se quiser aumentar a confiança dos seus consumidores e seu volume de vendas online. Por isso, é importante se manter atento às inovações tecnológicas que podem simplificar esse processo.

7. Logística compartilhada

Outra solução com forte tendência de crescimento no futuro da logística é a adesão à chamada “economia compartilhada”. Isso significa reunir as empresas com interesses comuns para facilitar o compartilhamento de recursos que elas têm, tal como instalações, veículos e até mesmo serviços.

Essa prática não é muito presente no mercado nacional, mas tem um potencial enorme para otimizar a eficiência de diversas empresas por meio da colaboração. Já existem, inclusive, aplicativos que reúnem empresas e pessoas com interesses em comum.

Entre as vantagens de utilizar a logística compartilhada, estão:

  • redução de custos;
  • melhor execução dos serviços;
  • máximo aproveitamento dos espaços;
  • utilização otimizada de veículos.

Neste post, você pode conhecer algumas das principais soluções que vêm emergindo para facilitar o dia a dia e o futuro da logística. Muitas delas já estão inseridas no mercado, enquanto outras parecem possíveis apenas para empresas com alto capital tecnológico.

Isso não é verdade. O uso da tecnologia é um fator imprescindível para quem quer inovar no setor logístico e otimizar o seu funcionamento. Apesar disso, muitas dessas soluções podem se tornar realidade muito em breve, para simplificar cada vez mais a distribuição de produtos e mercadorias.

transporte de malotes em todo brasil

Pois bem, se você gostou deste conteúdo, não deixe de compartilhá-lo nas suas redes sociais!

Posts relacionados

Deixe uma resposta