Como otimizar as entregas com estratégias de distribuição logística?

7 minutos para ler

O custo de transporte dentro das empresas é algo bastante significativo. Segundo um estudo feito pela Fundação Dom Cabral, esse valor alcança até 12,37% do faturamento de um negócio. Isso significa que a logística deve ser um ponto de destaque quando falamos de estratégia.

O mindset de que as entregas são fatores unicamente operacionais vem mudando dentro das organizações que prezam pela competitividade e enxergam que desenvolver uma estratégia de distribuição logística pode ser fator decisivo entre os concorrentes.

Quer saber como desenvolver uma estratégia certeira e que mostre os resultados que a companhia espera? Continue lendo!

Entenda o processo de distribuição logística

As entregas carregam a responsabilidade da última impressão que o cliente terá da empresa. É nesse processo que o produto chega nas mãos do consumidor, logo qualquer deslize pode causar atrasos, o que impacta a qualidade da entrega e a satisfação do cliente.

Para que a estratégia que foi planejada seja condizente com a realidade da operação, é preciso primeiramente conhecer o que contempla o processo de distribuição, quais são os detalhes, os possíveis gargalos e os principais requisitos de cada atividade. Selecionamos as principais etapas que devem ser observadas na sequência.

Conferência

A separação de mercadorias e preparação para entrega pode ser algo complexo e é o primeiro ponto de atenção que os responsáveis precisam ter quando falamos de distribuição. Parece algo simples, mas em um volume grande, as pessoas podem se confundir, sobretudo quando esses produtos apresentam pouca diferença.

Estabelecer um processo de conferência do material, tanto físico quanto fiscal, assim como a verificação do destino e a correta informação de remetente, é fundamental para garantir uma distribuição sem problemas.

Entrega

O ponto de conexão do cliente com a empresa é a entrega e esse é o processo que gera mais custos. Por esse motivo, a estratégia de como o produto será entregue é tão importante.

É preciso pensar em qual modelo de frete será utilizado, como serão atendidas as áreas mais distantes, se a estratégia é utilizar transportadora ou correios, qual é o custo de reentrega, entre outras. Todas as variáveis devem ser calculadas para que não ocorra nenhum prejuízo.

Gestão de frete

Depois de expedido, é preciso que existam garantias de que esse produto será entregue conforme a expectativa do cliente e de que os custos serão o que a empresa espera.

A gestão de frete tem as funções de garantir o acompanhamento até que o produto chegue ao destino, a administração dos custos a fim de otimizá-los e que o valor cobrado é o que foi acordado com a transportadora.

Acompanhamento dos resultados

Faz parte da gestão de fretes acompanhar o resultado de cada entrega. Dessa forma, qualquer erro que aconteça, ou incidente que cause a insatisfação do cliente, pode ser evidenciado e resolvido para que não volte a acontecer.

Para que essa avaliação aconteça, é preciso que a equipe e os gestores estabeleçam metas a serem cumpridas. Esses objetivos serão administrados por meio de indicadores para garantir que os gaps estejam mapeados e sejam resolvidos.

Aplique a estratégia de distribuição logística

Não há uma regra que garanta um bom resultado na estratégia de distribuição logística, mas alguns elementos podem ser considerados durante o desenvolvimento do plano a fim de trazer maior robustez ao processo. Selecionamos alguns deles para você conferir.

Defina o canal de distribuição

O canal de distribuição é um dos principais pontos da estratégia de entrega. A resposta para a pergunta de como a mercadoria será enviada define custos, prazos e também a satisfação do cliente com a experiência de compra.

A entrega pode ser feita por uma transportadora, pelos correios ou pela coleta em outro armazém. Tudo dependerá do volume de produtos, das características das mercadorias e do destino do remetente.

Trabalhe a gestão de estoque

A organização do armazém é o que definirá o tempo de separação de material, o índice de falhas relacionado a produtos enviados equivocadamente aos clientes e a porcentagem de demanda atendida, que podem ser prejudicadas por causa das divergências de estoque.

Monitore os indicadores de desempenho (KPIs)

Para garantir que a operação está funcionando, é preciso monitorá-la. Um indicador de desempenho funciona como um termômetro, verificando quais são as principais falhas, os gargalos, a qualidade percebida pelo cliente. Selecionamos alguns KPIs que podem ser aplicados quando falamos de distribuição:

  • entregas feitas dentro do prazo ou OTD – on-time delivery;
  • tempo de ciclo de pedido;
  • acuracidade de inventário;
  • número de avarias por transporte;
  • reclamações de entrega.

Os indicadores devem estar alinhados com as metas definidas para que o time saiba qual o resultado que a empresa quer que seja atingido. Nesse caso, a transparência entre os colaboradores e os gestores é aspecto fundamental para que o resultado mostre a realidade.

Invista em tecnologia

A tecnologia tem papel fundamental na estratégia de distribuição logística, afinal a rotina de uma operação de entrega se torna mais precisa por meio das automatizações, reduzindo os erros causados por processos manuais e, consequentemente, trazendo maior precisão para a operação.

O avanço da tecnologia também permite que sistemas sejam criados e funcionem de maneira autônoma, como é o caso da aplicação do machine learning, que faz com que as máquinas ou softwares possam tomar pequenas decisões de forma automática.

Além disso, a integração que a IoT (internet das coisas) oferece faz com que a comunicação fique mais clara, evitando ruídos na troca de informações. A partir desse tipo de tecnologia é possível acompanhar a carga em tempo real, algo de extrema importância em uma entrega.

Procure um parceiro especializado como a IS Entrega

transporte de malotes em todo brasil

Seja qual for o porte da empresa, a extensão do território nacional é um fator de desafio quando falamos de distribuição. Isso faz com que os negócios percam oportunidades fora de sua zona de atuação.

Para otimizar essa distribuição e torná-la mais simples, garantindo que você possa atender a qualquer demanda que desejar, uma estratégia é contar com parceiros especializados, como é o caso da IS Entrega.

Com uma estrutura robusta e unidades e parceiros espalhados por todo o país, a IS Entrega consegue atender a qualquer demanda, seja qual for o volume, proporcionando serviço de alta qualidade e eficiência, um atendimento personalizado e sistemas inteligentes que oferecem credibilidade, segurança e a garantia de um bom resultado.

Buscar as melhores opções do mercado, seja para implementar em sua empresa ou para criar parcerias, deve estar dentro da sua estratégia de distribuição logística. O planejamento deve ser feito de forma cuidadosa para que todos os aspectos sejam envolvidos e que os objetivos sejam alcançados.

E aí, gostou do conteúdo? Quer fortalecer a sua competitividade? Entre em contato conosco e veja as soluções que podemos oferecer para o seu negócio!

Posts relacionados

Deixe uma resposta