fbpx

Planejamento logístico: o passo a passo para você alcançar o sucesso

4 minutos para ler

O mercado está cada vez mais competitivo e exigente, o que demanda das empresas custos menores, alta qualidade, disponibilidade dos produtos em diversas regiões e entregas cada vez mais rápidas. Porém, como conciliar todas essas necessidades? O primeiro passo para atingir esse objetivo é criar um bom planejamento logístico.

Contar com uma equipe qualificada, uma força de vendas excelente e um marketing eficaz não é suficiente. Afinal, todo o trabalho pode ser prejudicado e comprometer a imagem da empresa caso falte produtos ou existam problemas recorrentes como avarias e atrasos.

Certamente você não deseja passar por isso. Para ajudá-lo, elaboramos este artigo para explicar o que é um planejamento logístico e oferecer um passo a passo para colocá-lo em prática. Confira!

O que é planejamento logístico?

O mercado logístico é extremamente dinâmico. Por isso, muitos acreditam que seja impossível planejar. Entretanto, ao pensar dessa forma o gestor estimula o trabalho de “apagar incêndios”, atuando de forma reativa, ou seja, quando os problemas surgem.

O planejamento logístico é justamente o inverso: significa definir estratégias para elevar a produtividade da empresa e reduzir custos, utilizando métodos, tecnologias e ferramentas. Ele serve para manter toda a organização alinhada, visto que envolve os pilares estratégico, tático e operacional. Na prática, significa transformar os objetivos macros e as metas departamentais em ações operacionais.

Como fazer um planejamento logístico de forma eficiente?

Agora que você já sabe qual é a finalidade de um planejamento logístico, é o momento de checar dicas para acertar na hora de colocá-lo em prática. Confira!

Conte com um sistema de transporte eficaz

As necessidades das pessoas estão mudando e os negócios estão se ajustando a essa nova realidade. Operações multicanais estão se tornando cada vez mais comuns. Muitas empresas já possibilitam a compra online e retirada na loja física, ou em algum ponto definido. Entregas agendadas, fora do horário comercial e expressa também já são práticas comuns.

Dessa forma, um plano logístico deve determinar a melhor forma de transportar os produtos, aliando a velocidade na entrega, flexibilidade para adaptar-se a cada tipo de cliente e qualidade. Além disso, é preciso contar com uma gestão de risco e ter sempre um “plano B” para possíveis problemas, como acidentes ou engarrafamentos, e reduzir custos com a logística reversa.

Cuide bem do estoque

O estoque é um dos principais custos logísticos. Portanto, o seu planejamento é essencial. O excesso pode elevar de forma considerável os custos da empresa com manutenção, manuseio e o risco de avarias ou obsolescência. A falta, por sua vez, pode gerar a insatisfação do cliente, que na maioria das vezes comprará de um concorrente.

O equilíbrio é o ponto-chave. É preciso analisar constantemente a demanda e manter sempre um bom relacionamento com os fornecedores e clientes, criando ações conjuntas para estar sempre o mais próximo do nível estabelecido.

Invista em tecnologia e integração

A logística integrada não é mais uma tendência, mas uma realidade. A tecnologia aliada à logística permite que as diversas áreas da empresa possam se comunicar e obter informações em tempo real, facilitando o monitoramento das operações e agilizando a tomada de decisão.

A integração também deve ocorrer com os fornecedores. Envio de pedidos automáticos, monitoramento de estoque em conjunto e indicadores compartilhados são alguns exemplos. Como resultado, a empresa aumenta a produtividade, reduz custos e melhora o nível de serviço.

Selecione bons fornecedores

Uma das regras da cadeia de suprimentos é que você é tão forte quanto o seu elo mais fraco. Assim, não basta escolher um fornecedor apenas porque ele oferece o menor preço. Pondere fatores como:

  • Esse fornecedor possui capacidade para atender a minha demanda?
  • Consegue atender os prazos acordados?
  • Tem flexibilidade de negociação?
  • Qual a sua reputação no mercado?
  • Os seus produtos são de qualidade?
  • Atende todos os aspectos legais?

O planejamento logístico é determinante para o sucesso de qualquer empresa, pois tem impacto direto na percepção do cliente sobre a empresa e a qualidade do produto. Desenvolva um sistema de transporte eficiente, gerencie de forma adequada o seu estoque, invista em tecnologia e integração e selecione bem os seus fornecedores. Aplique essas dicas e veja os resultados na prática.

Gostou do conteúdo? Quer receber mais dicas úteis para criar um planejamento logístico e alavancar os resultados do seu negócio? Então siga-nos no Facebook.

Posts relacionados

Deixe uma resposta